Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a Notícias do ...
Tela cheia Sugerir um artigo

Projovem 2018 atuará em 17 Estados e 70 Municípios

7 de Fevereiro de 2018, 10:59 , por Mariana Lozzi Teixeira - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1046 vezes

 

Estão abertas até 28 de fevereiro as matrículas do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), do Ministério da Educação (MEC). A iniciativa é voltada para jovens entre 18 e 29 anos que desejam concluir o ensino fundamental e obter um certificado profissionalizante. As aulas têm início previsto para março.

Ao todo, serão ofertadas mais de 54 mil vagas. Dentre elas, 11 mil estão destinadas para a modalidade Projovem Campo - Saberes da Terra e 43 mil para a modalidade Projovem Urbano.

Onde vai ter?

De acordo com as metas de atendimento estabelecidas pelo MEC, o Projovem Urbano atuará em 13 estados da federação, sendo que 10.400 dos 43 mil jovens beneficiados residirão na Bahia, 6.800 em Pernambuco, 3.800 na Paraíba e 2.100 no Alagoas. A iniciativa estará presente nas cidades e municípios de Rio Branco, Maceió, Manaus, Vitória da Conquista, Fortaleza, Vila Velha, São Luís, Betim, Belém, Campina Grande, Igarassu, Olinda, Petrolina, Recife, Curitiba, Londrina, Itaboraí, Nova Iguaçu, Resende, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Natal, Pelotas, Nossa Senhora do Socorro e Embu das Artes.

Já o Projovem Campo - Saberes da Terra estará presente em 11 estados da federação e em 25 cidades e municípios, com destaque para a Bahia, que irá concentrar 4.400 das 11 mil vagas destinadas à modalidade, para Paraíba, com 1.125, e para o Amazonas, com 1.100. A metas de atendimento em Recife são as maiores do país, com 3.200 vagas, seguido de Manaus, com 2.800 e de São Luís e Rio de Janeiro, com 1.200 vagas, ambos.

Para saber todos os estados e municípios que vão oferecer vagas, acesse: https://goo.gl/ShQn5r

Saiba mais

Coordenado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), o Projovem é um mecanismo de promoção de igualdade, por meio da prevenção e combate à discriminação no ensino. Os cursos, com duração entre 18 e 24 meses – respectivamente nas modalidades Urbano e Campo –, buscam a educação fundamental e a qualificação profissional inicial.

O objetivo da iniciativa é dar a oportunidade para jovens de 18 a 29 anos sem que já saibam ler e escrever de terminar o ensino fundamental, além de promover sua qualificação profissional e assegurar o acesso a ações de cidadania, esporte, cultura e lazer. 

Para mais informações, os interessados devem procurar a secretaria de educação estadual ou municipal de sua localidade. 

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.